Club de Marialva

Fundador da Marchezan Metais: “Parceria com Rotary é de grande valor”

Postado em: 20 de Dezembro de 2018

Nailor Antônio Marchezan, 70 anos, é presidente e sócio fundador da Marchezan Metais, indústria também parceira do Rotary por meio do Programa Empresa Cidadã. O apoio se deu através do presidente do Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí, Emanuel Pedro Agostinho. “O Emanuel presta serviços na área de segurança do trabalho para nossa empresa e é engajado nessa causa de fazer o bem, buscando sempre apoiadores. A idoneidade do Rotary e a justa causa de promover o bem aos mais necessitados nos despertou em fazer parte do programa”, afirma Nailor.

A Marchezan Metais se situa em Loanda, tem 15 anos de história e uma média de 100 colaboradores. As vendas estão pulverizadas em todo o Brasil. “Contamos com uma equipe de representantes que levam nossa marca até o lojista. Nosso ramo é o de Metais Sanitários, no qual se destacam produtos como torneiras, monocomandos, acessórios para banheiro, entre outros”, explica o presidente da empresa.

Conforme Nailor, ele já conhecia um pouco do que o Rotary realiza. “É um trabalho humanizado, com a união de pessoas com a missão de realizar trabalhos voluntários, visando combater a pobreza, a fome, levando o saneamento básico aos que não têm, erradicação de doenças e várias outras causas nobres”, pontua.

A Marchezan Metais também apoia outras organizações com a mesma finalidade e sobre a parceria com o Rotary ele destaca que possa transmitir aos clientes e comunidade uma imagem melhor do seu negócio. “Acredito que a união faz acontecer, o objetivo principal é a ajuda ao próximo, a imagem da empresa associada ao Rotary é de grande valor”, diz.

Conheça mais sobre a empresa em www.marchezanmetais.com.br

Santa Isabel do Ivaí rumo a superar a meta

Emanuel Pedro Agostinho, presidente do Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí, afirma que o objetivo até o final do ano rotário é superar a meta dada pelo governador Carlos Naves em relação às Empresas Cidadãs. Segundo ele, que é comerciante, primeiramente colocou sua empresa como parceira do Rotary.

“Tinha que dar o exemplo colocando a minha empresa no programa. Se ele é bom e funciona, como buscar parcerias se eu mesmo como empresário não tinha ainda feito a adesão? Então minha empresa tornou-se também Empresa Cidadã. Temos buscado empresas que já conhecemos. Fazemos a visita sempre em mais companheiros, priorizando aqueles que são mais próximos do contato da empresa ou do empresário”, explica Emanuel. 

Por Larissa Nakao

Comunicação Corporativa

 

Reuniões | 18:00
Avenida Cristóvão Colombo,833