Mais um Projeto Global do 4630 encerrado com sucesso

Postado em: 17 de Dezembro de 2018

Um projeto de Subsídio Global com atuação em escolas públicas de Chicago, nos Estados Unidos, a Joyce Kilmer Elementary School e a Theodore Roosevelt High School, acaba de ser finalizado, com resultados satisfatórios.

Uma parceria do Distrito 4630 iniciada na gestão 2014-2015 pelo governador Francisco Scarpari Neto com o Distrito 6450, Distrito do fundador do Rotary International, Paul Harris, com o primeiro Rotary Club do mundo, o Rotary Club de Chicago.

Escolas, principalmente as localizadas nas periferias ou em comunidades em regiões de vulnerabilidade por questões de etnias, por exemplo, vivenciaram por quase 20 anos um grau extremo de violência. É comum ainda nos Estados Unidos, os casos de ataques em escolas, tornando essas atrocidades como algo corriqueiro na vida dos alunos americanos.

Formação de gangues, ausências nas aulas, uso de drogas e falta de perspectiva para o futuro, foram algumas das consequências da extrema violência, sem falar em situações de alunos com estresse pós traumático. 

“Com a ajuda do procurador geral do Distrito e do Secretário de Educação de Chicago, foi iniciado em 2015-2016 o programa, que utilizou os seguintes recursos com os alunos: 1) Peace for School - Escola Pacífica, 2) Play for Peace - Brincando para exercer a Paz, 3) Alternatives inc., - Alternativas Pacíficas e o 4) Youth Empowerment Seminar (YES) - Seminário para dar poder à paz”, explica Scarpari.

Alguns dos Resultados Alcançados:

41% DECRÉSCIMO EM AGRESSÕES E BRIGAS.

36% DECRÉSCIMO EM COMPORTAMENTO DE BULLYING.

49% DECRÉSCIMO EM RAIVA E RANCOR.

47% ACRÉSCIMO EM CARINHO E COMPORTAMENTO COOPERATIVO.

42% dos estudantes reportaram um decréscimo em estresse percebido.

Segundo a diretora da Theodore Roosevelt High School, Pilar Vazquez Vilalba, o programa YES ajudou os alunos a superarem as mudanças que ocorreram na escola. Após uma diminuição no orçamento, ela teve que cortar seis grandes professores. “Incorporando o programa YES na escola foi uma forma dos alunos terem tempo para processarem as mudanças que aconteceram na vida escolar. Ajudou a ajustá-los, pois foi lhes ensinado uma maneira diferente de lidar com o estresse, o conflito, a incerteza, a instabilidade e principalmente o medo”, reforça.

Vale ressaltar que os alunos chegaram a realizar um protesto devido aos cortes do corpo docente, que foi relatado e televisionado no noticiário das emissoras locais.

Por Larissa Nakao

Comunicação Corporativa 

 

 

 

Localizar site dos clubes